sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Historia de Superação: Sem oportunidade, Leandro Damião quis desistir do futebol aos 17 anos

Hoje de volta ao Internacional de Porto Alegre, Leandro Damião, que ajudou o acesso à elite novamente,  tem uma história de vida interessante. Veja abaixo detalhes extraídos de uma reportagem de 2012. 

Recusado por grandes clubes na adolescência, o menino do Jardim Ângela, em São Paulo, pensou em abandonar seu sonho para trabalhar com o pai
Por 
São Paulo
Conteúdo não disponível.
A oportunidade no futebol demorou para surgir na vida de Leandro Damião. No entanto, o trabalho duro e a vontade de jogar não compensavam. Dezessete anos e nenhuma oportunidade. Em meio às frustrações, Damião já começava a ter planos fora de campo.
- Olha, quando eu estava na várzea, era só por diversão, só jogava no fim de semana. Dia de semana eu estudava. Estava praticamente largando o futebol para começar a trabalhar já com meu pai – conta.
Foram cerca de dez “nãos” na adolescência que quase fizeram o menino de São Paulo desistir dos gramados precocemente. São Paulo, Palmeiras, Corinthians, Santos, Portuguesa, Juventus e Paulista foram alguns dos clubes que recusaram o atual camisa 9 da Seleção.
- Teve uma história que foi no Palmeiras. Fomos eu e mais três jogadores da minha vila. Senti que tinha ido bem, todo mundo viu: fiz gol, joguei bem. Mas eu não tinha uma pessoa que me colocasse lá dentro para poder ajudar mais, uma pessoa para, pelo menos, dar um toque:  "Dá uma olhada naquele garoto" – declara Damião.
Revelado nos campos de várzea do Jardim Ângela, Damião colecionou títulos em campeonatos organizados pela subprefeitura da cidade. Com o objetivo de tirar as crianças da rua, alguns desses eventos chegavam a acolher 6.000 pessoas em um único fim de semana.
- Jogava três jogos por dia. Um na Zona Sul. Pegava o ônibus e já ia para a Zona Leste. À tarde, pegava o último das 18h para jogar. E com aqueles 90 reais - eram trinta por jogo -, você ia para o cinema com a sua namorada. Tipo, meu final de semana era tudo! – lembra o atacante.
A primeira chance
Leandro Damião comemora gol do Brasil contra a Nova Zelândia (Foto: AFP)Leandro Damião do futebol de várzea
à Seleção Brasileira (Foto: AFP)
Por R$ 100 mensais, alimentação e alojamento, Damião foi para Santa Catarina para jogar pelo Quinze de Indaial. Marcado para as 16h, o encontro com o encarregado pela apresentação ao time demorou sete horas. Leandro e o pai ficaram esperando no local combinado até alguém chegar.
- Estava naquela fé, na expectativa de que ele ia aparecer, por mais que estivesse ligando pra ele toda hora. Acabou a bateria do meu celular, ia ao orelhão, ligava e nada de ele atender – conta Natalino, mais conhecido como Seu Bigode.
- Eu falei para o meu pai para irmos embora, que era o momento de ir para casa. Aí, ele: ‘"Não! Vamos ficar." Uma hora da manhã, a pessoa apareceu. E meu pai: "Eu falei para você que ele viria, moleque! Você quer ir embora? Desistir? Está louco!" Foi um momento que ficou marcado – lembra Damião.

Estava praticamente largando para  trabalhar com meu pai"
Damião, sobre desistir do futebol
Contra a vontade do treinador do time, a chance veio por meio do presidente, Mauro Ovelha. Ainda assim, era preciso achar espaço dentro da equipe. Damião teria que se esforçar.
- Eu não o levava nem no banco. Ele nunca fez bico, cara feia. E treinava demais: sempre ficava mais uns quarenta e cinco minutos treinando até não ter mais ninguém no estádio – explica Giovani Nunes, técnico do clube na época.
A passagem pelo clube catarinense não foi das melhores. Com fama de perna de pau na equipe, Leandro não caiu nas graças da torcida.
Evolução
O jogador tirou das críticas um incentivo para evoluir. Após todo o esforço, em 2009, chegou aos juniores do Internacional de Porto Alegre e, logo no ano seguinte, subiu para o profissional. A consagração veio com um dos gols do título da Libertadores.
Foi o suficiente para chegar à Seleção. Vestiu o uniforme e não deixou a pressão da camisa 9, eternizada por seu ídolo Ronaldo, abalar o desempenho. Gols e lances bonitos, como uma lambreta no empate com a Argentina no Superclássico das Américas no ano passado, vêm marcando sua passagem com a amarelinha.
Leandro Damião comemora gol do Brasil contra a Suécia (Foto: Mowa Press)Leandro Damião comemora gol do Brasil contra a Suécia (Foto: Mowa Press)

Mesmo badalado, o sucesso nunca subiu à cabeça. Nada de carro extravagante, mansão ou roupas de grife. Sair para a noite, nem pensar. Damião chega a ter medo de boate.
- Minha família me criou desse jeito, ficando longe dessas coisas, porque é até perigoso. Imagine: você quer ir para a boate, chega lá e alguém te reconhece. A pessoa quer ser mais que você e acaba brigando, acaba dando algo. Na periferia, qualquer coisa que acontece tem tiro, facada. Então, eu prefiro ficar em casa.
Pai e mãe ao mesmo tempo
Por conta da ausência da mãe, Seu Bigode desempenhou dois papéis ao mesmo tempo. Ao falar de Leandro, emociona-se mais do que qualquer pessoa. A humildade é herança passada para o filho.
- Representa mais que um filho, mais que um irmão – emociona-se - Puro orgulho, não tem palavra para falar. Graças a Deus, hoje, eles não têm um vício de fumar, de beber, de balada. Eu fico muito orgulhoso de ter passado isso para eles.
Quando Leandro tinha apenas quatro anos, presenciou a separação dos pais. A mãe o levou para o Paraná, junto com os dois irmãos. Natalino foi à Justiça e conseguiu a custódia dos dois meninos. Já a filha ficou com a avó.

A criação foi recompensada. Sem mágoas, Damião dedica ao pai tudo o que conquistou até hoje.
- Eu acho que não senti muita falta porque eu nem me lembro muito. Era muito pequeno. Tenho minha mãe ainda viva, eu a conheço, tive contato e tudo, mas, para mim, mãe mesmo é minha tia que me criou, minhas avós. Pessoas que me ajudaram demais. Meu pai também é mãe ao mesmo tempo – desabafa.
- Meu pai é sem palavras! É a pessoa mais especial que eu tive na minha infância, que sempre me ajudou. E quando eu puder homenageá-lo eu vou, porque ele merece. Ele batalhou por mim e hoje eu batalho por ele – agradece.
Link: Globo Esporte

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Projeto 2017, agora uma realidade: Estreia, aplausos e elogios de Elano, Rodrygo vive nova fase no Santos! E que venham novos nascidos em 2001!

Dia 05 de novembro de 2017, um marco para este blog pois a projeção se tornou realidade. 

Não era um profecia e sim uma projeção pois é exatamente a idade que garotos nascidos em 2001 estariam sendo apresentados para o mundo do futebol. 

Claro que estes meninos que jogam desde os 7 anos ou menos por torneios de futsal principalmente e campo posteriormente já são pequenos veteranos e a vida profissional é uma nova etapa. 

Transcrevo aqui parte do meu primeiro post em janeiro de 2009: 

"Porque o nome "Projeto 2017"? Bem acredito que este será um o ano mágico onde veremos o resultado de todos os esforços e as oportunidades que foram dadas e desperdiçadas por muitos garotos na idade do meu filho para realizar o grande sonho de ser jogador de futebol profissional. Mesmo que não alcancem este objetivo, temos certeza que serão grandes homens com caráter e valores morais passados por nós e com certeza lembrarão com carinho destas passagens registradas. Por fim, acredito que também será o ano que iremos provavelmente encontrar alguns destes garotos levando alegria por estes campos do Brasil ou no Exterior"

Imagem congelada do canal Santos FC 


Craque consolidado Ricardo Oliveira e a promessa Rodrygo Goes!

Fonte: Santos FC TV

Materia extraida do site Terra/ Lance  05/11/2017

Jovem promovido ao time profissional estreou pelo Peixe no sábado, na vitória por 3 a 1 sobre o Atlético-MG. Técnico e torcida veem talento no futebol do atacante


Por Gabriela Brino

Um mar de aplausos. Foi assim que Rodrygo foi recebido pelos santistas ao entrar em campo na vitória do Santos por 3 a 1 sobre o Atlético-MG, no sábado, na Vila Belmiro. Destaque da base, a joia foi promovida ao time profissional logo que Elano passou a ser técnico, quando Levir Culpi foi demitido. E esses foram os primeiros passos do atleta de 16 anos em sua carreira profissional.




Rodrygo estreou no time profissional do Santos no sábado, contra o Atlético-MG

Foto: Reprodução / LANCE!

Depois de chamar a atenção da comissão técnica e do treinador por ter acumulado 24 gols em 22 partidas pelo Campeonato Paulista da categoria sub-17, Elano não pensou duas vezes ao promovê-lo. Além de gostar de trabalhar com os mais jovens, o comandante costuma acompanhar alguns treinos da base, e viu talento no futebol de Rodrygo.

Questionado sobre a promoção e a rápida entrada do atacante aos 45 minutos do segundo tempo contra o Galo, o técnico explica que quis dar "o gostinho profissional" a Rodrygo e entende que ele tem o DNA ofensivo do Santos. Revelou que até para o doping ele foi.

- Tudo que treinamos na semana foi colocado em prática. Aposto nos meninos da base por conta do DNA do Santos. E eles são bons. O Arthur merecia uma nova oportunidade. E coloquei o Rodrygo para ele sentir o gostinho do profissional. Até para o doping ele foi. Quero dar parabéns a todos, foi um trabalho muito bacana - disse em entrevista coletiva.

Fonte: Terra 

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

NA BASE DA BOLA: O caso Igor Rabello: quando a inteligência se sobrepõe às limitações


por Pedro Venancio




No Brasil, crescemos acreditando que o futebol é um dom, e quem o tem, joga. Quem não tem, vai para a arquibancada bater palma. Também por aqui, é, de certa forma difundida uma crença de que o talento não se desenvolve. Ele existe ou não. São colados rótulos, etiquetas em jogadores logo em seus primeiros jogos, seja na base ou no profissional. E a partir desses rótulos, são criadas imagens sobre eles, estigmas difíceis de superar. Mas Igor Rabello, com muito trabalho e inteligência, vem superando.


O zagueiro botafoguense de 22 anos vem, aos poucos, ganhando o seu espaço. Virou titular do time, erra muito pouco e fez, nesta segunda-feira, o gol que deu a vitória por 2 a 1 do Fogão sobre o Corinthians. De cabeça, sua especialidade. Além disso, salvou um gol no primeiro tempo com uma travada e esteve envolvido no lance mais discutível do jogo: o pênalti em Jô não marcado pela arbitragem (para o blogueiro foi pênalti, mas há quem pense que não). Há dois anos, era impossível pensar que ele atingiria tal status.

Rabello saiu do Fluminense em 2012, após seu representante não chegar a um acordo com o clube. Não raras foram as vezes em que ouvi comentários de profissionais que passaram pelo Tricolor lamentando o fato e dizendo que "ele é um menino fantástico, mas acho difícil que chegue ao profissional". No Botafogo, virou titular dos juniores, superou fatos ruins, como a expulsão na final da Taça Rio 2015 (precisou fazer uma falta para cartão amarelo, pois perderia na velocidade para Thiago Santos, do Flamengo).

As limitações físicas são claras. No teste de velocidade, Igor Rabello vai bem em linha reta e tem bons números no sprint, mas peca nas mudanças de direção e na movimentação do quadril, fundamentais para um zagueiro no um para um. A compensação veio na percepção, na forma de ler o jogo, na antecipação dos movimentos. Na inteligência, em pensar num jeito de superar os próprios limites. 

Veio também na personalidade do jogador, que não desistiu após as portas de um clube fecharem. Que manteve a humildade e entendeu que, com trabalho, poderia se superar, como de fato está acontecendo. E que ignorou o discurso prepotente vigente em nossa cultura de que futebol é só dom, talento. Serve, ou deveria servir, de exemplo para muitos jogadores, e mostra, mais uma vez, que não existe uma verdade absoluta no futebol. E que o que se faz no campo fala mais do que qualquer projeção.
Link: Blog na Base da Bola - Globo.com



segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Campeonatos Paulistas Sub 15 e 17 na reta final!

Nesta próxima semana será a última rodada da terceira fase do Campeonato Paulista das categorias de base sub 15 e 17.

Sub 15 

No sub 15 já temos definidos os classificados no Grupo 18: São Paulo FC;  no Grupo 19: Osasco e Red Bull; no Grupo 20: SE Palmeiras,  e no Grupo 21: Santos FC (com 9 pontos acima do 2º colocado)     

Ainda brigam pelas vagas no Grupo 18: Botafogo FC (7 pontos e joga fora contra o São Paulo FC) e  AA Port. Santista e São Bernardo FC (5 e 4 pontos respectivamente e jogam entre si em São Bernardo); no Grupo 20: Ponte Preta e Desportivo Brasil (8 e 7 pontos respectivamente jogam entre si em Porto Feliz); e no Grupo 21:  Guarani FC e São Carlos (ambos com 6 pontos jogam entre si em Itaitba, casa do Guarani). 

A Grande surpresa aqui fica por conta da desclassificação do SC Corinthians Paulista antecipada com apenas 3 pontos no Grupo 19 que era tido como um dos mais dificeis junto com o Grupo 20. 

Fonte: Federação Paulista de Futebol


Tabela e Classificação Sub 15 

26ª Rodada
sábado, 14 de outubro de 2017

São Paulo
x
Botafogo
Nº 599
09:00
Local: Laudo Natel - Cotia
São Bernardo FC
x
AA Portuguesa
Nº 600
09:00
Local: Baetão - São Bernardo Do Campo
Osasco FC
x
Red Bull Brasil
Nº 601
09:00
Local: Cidade de Deus Bradesco - Osasco
Corinthians
x
Ferroviária
Nº 602
09:00
Local: Alfredo Schuring - Sao Paulo
Desportivo Brasil
x
Ponte Preta
Nº 603
09:00
Local: CT Desportivo Brasil - Porto Feliz
Palmeiras
x
Audax
Nº 604
09:00
Local: CT Palmeiras II - Sao Paulo
Guarani
x
São Carlos FL
Nº 605
09:00
Local: Rubro Negro - Itatiba
Santos
x
Mirassol
Nº 606
09:00
Local: CT Rei Pelé - Santos
Última atualização dos dados acima: 09/10/2017 às 13:26
Classificação
Grupo 18
Pos
Equipe
TF
CV
CA
DP
VP
SG
GC
GP
D
E
V
AJ
J
P
1
São Paulo
53
0
2
0
0
7
3
10
0
2
3
1
5
11
2
Botafogo
54
0
0
0
0
-1
6
5
2
1
2
1
5
7
3
AA Portuguesa
56
0
0
0
0
-2
7
5
2
2
1
1
5
5
4
São Bernardo FC
50
0
0
0
0
-4
7
3
3
1
1
1
5
4
Grupo 19
Pos
Equipe
TF
CV
CA
DP
VP
SG
GC
GP
D
E
V
AJ
J
P
1
Red Bull Brasil
56
0
0
0
0
12
2
14
0
1
4
1
5
13
2
Osasco FC
56
0
0
0
0
0
7
7
1
1
3
1
5
10
3
Corinthians
56
0
1
0
0
-3
7
4
2
3
0
1
5
3
4
Ferroviária
44
0
2
0
0
-9
11
2
4
1
0
1
5
1
Grupo 20
Pos
Equipe
TF
CV
CA
DP
VP
SG
GC
GP
D
E
V
AJ
J
P
1
Palmeiras
53
0
0
0
0
6
4
10
1
0
4
1
5
12
2
Ponte Preta
51
0
1
0
0
2
3
5
1
2
2
1
5
8
3
Desportivo Brasil
52
0
0
0
0
1
6
7
2
1
2
1
5
7
4
Audax
42
0
1
0
0
-9
14
5
4
1
0
1
5
1
Grupo 21
Pos
Equipe
TF
CV
CA
DP
VP
SG
GC
GP
D
E
V
AJ
J
P
1
Santos
49
0
0
0
0
20
2
22
0
0
5
1
5
15
2
Guarani
55
0
0
0
0
-2
7
5
3
0
2
1
5
6
3
São Carlos FL
45
0
2
0
0
-12
17
5
3
0
2
1
5
6
4
Mirassol
46
0
1
0
0
-6
12
6
4
0
1
1
5
3
Última atualização dos dados acima:: 09/10/2017 às 13:27
TP - Total Pontos E - Empates SG - Saldo de Gol CV - C. Vermelho J - Jogadas D - Derrotas VP- Vitória Penalti TF- Total Faltas AJ- A Jogar GP - Gols Pró DP - Derrota Penalti V- Vitórias GC- Gols Contra CA- C.Amarelo

Sub 17 

No sub 17 já temos definidos os classificados no Grupo 18: São Paulo FC;  no Grupo 19: Corinthians; no Grupo 20: SE Palmeiras e Red Bull. 

Ainda brigam pelas vagas no Grupo 18: Ponte Preta (9 pontos e jogaem casa contra o Mirassol já desclassificado) e Desportivo Brasil (7 pontos e joga fora contra o São Paulo); no Grupo 19: Diadema e America (6 e 4 pontos respectivamente jogam entre si em São Jose do Rio Preto) e Ferroviaria (5 pontos decide fora de casa  contra Corinthians ; e no Grupo 21: Internacional de Limeira (9 pontos joga em casa contra Mauense já declassificado) e Primavera e Santos (10 e 7 pontos respectivamente que jogam em Santos entre si). 


TABELA E CLASSIFICAÇÃO SUB 17 
26ª Rodada
sábado, 14 de outubro de 2017

São Paulo
x
Desportivo Brasil
Nº 599
11:00
Local: Laudo Natel - Cotia
Ponte Preta
x
Mirassol
Nº 600
11:00
Local: Wanderley José Vicentini - Pedreira
América
x
CA Diadema
Nº 601
11:00
Local: Benedito Teixeira - Sao Jose Do Rio Preto
Corinthians
x
Ferroviária
Nº 602
11:00
Local: Alfredo Schuring - Sao Paulo
Ituano
x
Red Bull Brasil
Nº 603
11:00
Local: Dr. Novelli Junior - Itu
Palmeiras
x
São José dos Campos FC
Nº 604
11:00
Local: CT Palmeiras II - Sao Paulo
Inter Limeira
x
Mauaense
Nº 605
11:00
Local: CT Limeira FC - Limeira
Santos
x
Primavera
Nº 606
11:00
Local: CT Rei Pelé - Santos
Última atualização dos dados acima: 09/10/2017 às 14:04
Classificação
Grupo 18
Pos
Equipe
TF
CV
CA
DP
VP
SG
GC
GP
D
E
V
AJ
J
P
1
São Paulo
58
1
8
0
0
10
6
16
1
0
4
1
5
12
2
Ponte Preta
54
2
4
0
0
3
5
8
2
0
3
1
5
9
3
Desportivo Brasil
60
0
7
0
0
4
3
7
2
1
2
1
5
7
4
Mirassol
61
1
8
0
0
-17
20
3
4
1
0
1
5
1
Grupo 19
Pos
Equipe
TF
CV
CA
DP
VP
SG
GC
GP
D
E
V
AJ
J
P
1
Corinthians
49
0
9
0
0
10
4
14
0
1
4
1
5
13
2
CA Diadema
55
1
9
0
0
-5
10
5
3
0
2
1
5
6
3
Ferroviária
69
1
15
0
0
-1
5
4
2
2
1
1
5
5
4
América
57
0
5
0
0
-4
7
3
3
1
1
1
5
4
Grupo 20
Pos
Equipe
TF
CV
CA
DP
VP
SG
GC
GP
D
E
V
AJ
J
P
1
Palmeiras
62
2
10
0
0
9
6
15
1
1
3
1
5
10
2
Red Bull Brasil
75
1
3
0
0
5
3
8
1
1
3
1
5
10
3
Ituano
64
1
8
0
0
4
7
11
3
0
2
1
5
6
4
São José dos Campos FC
60
2
10
0
0
-18
22
4
4
0
1
1
5
3
Grupo 21
Pos
Equipe
TF
CV
CA
DP
VP
SG
GC
GP
D
E
V
AJ
J
P
1
Primavera
66
0
8
0
0
2
2
4
1
1
3
1
5
10
2
Inter Limeira
66
0
15
0
0
1
7
8
2
0
3
1
5
9
3
Santos
66
0
9
0
0
1
5
6
2
1
2
1
5
7
4
Mauaense
53
1
4
0
0
-4
4
0
3
2
0
1
5
2
Última atualização dos dados acima:: 09/10/2017 às 14:04
TP - Total Pontos E - Empates SG - Saldo de Gol CV - C. Vermelho J - Jogadas D - Derrotas VP- Vitória Penalti TF- Total Faltas AJ- A Jogar GP - Gols Pró DP - Derrota Penalti V- Vitórias GC- Gols Contra CA- C.Amarelo